fbpx
+55 19 99932-3407 / 3256-7749     /    contato@eccofibras.com.br     /    Seg a Sex das 9 às 18h

Conheça as diferenças do Laser e LED!

Quando falamos sobre a interação da luz com os tecidos temos, é importante primeiramente levar em consideração que existem fontes luminosas que são consideradas radiações não ionizantes, que podem ser terapêuticas, não causando malefícios aos tecidos orgânicos.

Mas também existem as radiações ionizantes, como por exemplo radiação ultravioleta do sol e os equipamentos de Raio-X, que são maléficos ao organismo, podendo causar mutações genéticas e danos irreversíveis às células.  

O Laser e o LED terapêutico são um tipo de radiação eletromagnética não ionizante, que melhora a qualidade de vida e acelera o processo de reparo tecidual, quadros de edema, dores crônicas e agudas, além de diversos outros efeitos fisiológicos. 

Possuem efeitos anti-inflamatório e analgésico, além de promoverem o aumento na microcirculação local, circulação linfática, proliferação de células epiteliais e fibroblastos, assim como aumento da síntese de colágeno dos fibroblastos. 

Entre as diferenças do Laser e  LED está no que se refere a coloração. O laser é caracterizado pela coloração pura e bem definida denominada monocromaticidade, quando todas ondas, analisadas separadamente, possuem exatamente o mesmo comprimento de onda em nanômetros e tonalidade.

No LED, apesar de visualmente apresentar uma única cor de emissão, não podemos atribuir a monocromaticidade, pois nesse caso ao analisar cada onda separadamente temos uma pequena variação do comprimento que produz diferentes tons daquela mesma cor e que juntos formam a coloração final.  

Outra diferença está na formação da luz: o diodo laser é encapsulado dentro de uma cavidade óptica, proporcionando feixes de luz coerentes.

No LED não existe esta cavidade óptica, desprovendo a luz de coerência e colimação (ação difusa), mas que produz uma banda de espectro eletromagnético próxima do laser e, portanto, mantém os efeitos fisiológicos pretendidos pela fototerapia e sua eficácia. 

  • O LED não pode ser colimado por ser incoerente (as ondas não têm a mesma direção e não são alinhadas entre si); 
  • O Laser pode ser colimado por ser coerente (as ondas têm a mesma direção, são paralelas e não divergentes) 

Quando falamos das diferenças do Laser e LED, vale citar que, os efeitos fisiológicos são semelhantes e os resultados terapêuticos, porém quando falamos de 2 técnicas específicas que são a Terapia ILIB e Laserpuntura, pensamos no uso do laser por sua característica pontual. 

Faça parte desse time você também! 

 

#ECCOFIBRASUSADOPELOSMELHORES 

Deixe seu comentário

Translate