«

»

jun 08

Imprimir Post

TRATAMENTO DA CALVÍCIE COM LASER TERAPÊUTICO – VOCÊ CONHECE ESTE RECURSO?

Fonte: blogtricologiamedica

Se você acompanha nosso blog porque é profissional da área ou mesmo porque tem algum problema capilar, é bem provável que já tenha feito suas pesquisas no Google sobre possibilidades de tratamentos. Eu mesma conheci o blog Tricologia Médica quando buscava respostas para minhas dúvidas. Antes de qualquer coisa, se você tem alguma alteração no seu couro cabeludo ou na quantidade e/ou característica dos seus cabelos, procure um médico dermatologista preferencialmente com aperfeiçoamento específico em saúde e doenças dos cabelos e couro cabeludo para que o seu diagnóstico seja definido e o tratamento iniciado.

São diversas as possibilidades de tratamentos disponíveis para os problemas capilares. Se o problema for na qualidade das fibras e a etiologia for relacionada a danos causados por procedimentos estéticos (tintura, descoloração, alisamento, permanente) ou mesmo pela manipulação diária (lavagem, xampus excessivamente desengordurantes, condicionamento inadequado, escovação, tração com elásticos, presilhas, etc…), o tratamento consiste na utilização de produtos cosméticos aplicados diretamente sobre os fios. Os nomes dos tratamentos são os mais variados – cauterização, queratinização, reconstrução, nanoreconstrução, hidratação, etc. A escolha de um bom xampu e condicionador e uma enorme pitada de paciência ao escovar os cabelos auxiliam e muito na melhora do quadro e na prevenção de novos danos.

Se o problema for relativo ao couro cabeludo, como por exemplo a dermatite seborreica e a psoríase, ou mesmo outras patologias que tem impacto tanto na saúde do couro quanto nas características dos cabelos formados, como a alopecia androgenética, o eflúvio e a alopecia areata, os tratamentos indicados são outros. Dentre os recursos terapêuticos, encontram-se os medicamentos, que podem ser administrados pelo próprio paciente, todos os dias em casa, pelas vias oral (ingestão) e tópica (aplicação sobre a pele). O tratamento medicamentoso deve ser específico para cada paciente, o que quer dizer que você não deve utilizar o mesmo que o seu vizinho ou parente, pois o que é ideal para a condição dele pode ser inadequado para tratar o seu problema.

Outras estratégias de tratamento dependem de equipamentos específicos, de uso exclusivo profissional. Profissional este que deve ser habilitado para desempenhar a técnica e possuir conhecimentos sobre a patologia que pretende tratar. Dentre estes tratamentos pode-se citar a mesoterapia (administração através de injeções de uma mistura de ativos acompanhados de anestésico), a carboxiterapia (insuflação de dióxido de carbono medicinal no couro cabeludo), o microagulhamento (aplicação de um aparato composto por um rolo contendo microagulhas que favorece a penetração de ativos aplicados sobre o local e por si só induz a produção de fatores de crescimento que estimulam o crescimento capilar), o plasma rico em plaquetas (técnica que utiliza uma porção do sangue do próprio paciente a ser aplicada no couro cabeludo e estimula o crescimento capilar, especialmente por conter grandes concentrações de fatores de crescimento) e o laser terapêutico, sobre o qual abordarei alguns aspectos importantes na sequência.

O laser terapêutico, também conhecido como laser de baixa potência, soft laser, cold laser ou low-level laser therapy é considerado um recurso complementar aos medicamentos para o tratamento de quedas capilares. Diferente dos lasers de alta potência que são capazes de cortar ou queimar, o laser terapêutico usado na terapia capilar não gera calor ou desconforto quando é aplicado. A terapia com laser terapêutico consiste na exposição do couro cabeludo à energia luminosa capaz de alterar biomoléculas através de reações fotoquímicas. Sendo assim, seu mecanismo de ação é considerado um processo de fotoestimulação ou fotobiomodulação. O que isso quer dizer? Quer dizer que uma vez que a energia emitida pelo equipamento na forma de luz é absorvida pelo tecido, todo o metabolismo local é favorecido. Fisiologicamente, o mecanismo de ação do laser de baixa potência pode ser de difícil explicação em termos mais simples. Mas se é curiosidade do leitor, lá vai. Alguns dos efeitos gerados no local da aplicação são aumento de atividade enzimática, transporte de elétrons, produção de adenosina trifosfato (ATP – a moeda energética do organismo), diminuição das espécies reativas de oxigênio (radicais livres) e indução de fatores de transcrição que desencadeiam uma cascata de eventos celulares que levam à síntese de proteínas. Estas proteínas são responsáveis pelo aumento da proliferação e migração celular, aumento na produção de fatores de crescimento e diminuição de mediadores inflamatórios, além de melhorar a oxigenação tecidual.

Na prática, algumas das aplicações do laser terapêutico incluem regeneração tecidual (pode ser usado no tratamento de queimaduras, úlceras, acne, processos cicatriciais), redução da inflamação, alívio da dor e estimulação do crescimento capilar. Os fios de cabelo podem se tornar mais grossos (devido a um aumento da proliferação celular em folículos em fase de crescimento) e pigmentados. Em um estudo publicado em 2009, com duração de 26 semanas de tratamento com laser, os participantes da pesquisa relataram melhora global (diminuição da queda capilar, sensação de cabelos mais grossos, melhora na saúde do couro cabeludo e no brilho no fio de cabelo).

Outro estudo publicado por Kim e colaboradores (2013) durante 24 semanas de tratamento de pacientes (tanto homens quanto mulheres) com calvície (alopecia androgenética) com o laser terapêutico mostra que a densidade capilar (número de cabelos por cm2 de couro cabeludo) aumentou 17,2 fios/cm2, enquanto os pacientes não tratados apresentaram diminuição de 2,1 fios/cm2. Além disso, os pacientes tratados apresentaram aumento na espessura dos cabelos (12,6 µm de aumento). Comprovadamente, o laser terapêutico é considerado uma excelente opção para estimular o crescimento capilar, especialmente em pacientes com alopecia androgenética. A situação ideal é que você procure um profissional que possa (e saiba) associar várias técnicas a favor da saúde dos seus cabelos.
Este tratamento está disponível na Clínica Dr Ademir Jr, em São Paulo e na Lótus Centro de Saúde, em Santa Cruz do Sul.

Referências
Kim H. et al. Dermatol Surg 2013;39:1177-1183;
Leavitt M. et al. Clin Drug Invest 2009;29(5);283-292.

tricologiamedica

Foto: blog tricologia médica

 

Link permanente para este artigo: http://eccofibras.com.br/blog/tratamento-da-calvicie-com-laser-terapeutico-voce-conhece-este-recurso/