«

»

out 04

Imprimir Post

EFEITOS FISIOLÓGICOS DO LASER DE BAIXA POTÊNCIA

No organismo humano são conhecidos diversos importantes efeitos fisiológicos do laser de baixa potência, muito indicados aos tratamentos de diversas patologias na área da Saúde e da Estética.

Por alterar bioquimicamente a liberação de substâncias como a serotonina e a histamina, o laser interfere no metabolismo tissular interferindo nas atividades enzimáticas e favorecendo a produção de ATP, a síntese de prostaglandinas e a lise de fibrina.

Na microcirculação, o Laser promove um importante estímulo que proporciona melhores condições de drenagem, atenuando a instalação do edema.

Estes efeitos associados a uma redução da congestão circulatória com diminuição do extravasamento do plasma devido ao estímulo à microcirculação trazem como conseqüência excelentes efeitos antinflamatório e analgésico locais.
Observa-se ainda que o Laser promove um equilíbrio energético nos tecidos, normalizando as atividades do bioplasma.

Sobre os fibroblastos, o Laser atua estimulando a produção de fibras colégenas, observando-se ainda um maior aumento de organelas citoplasmáticas como os lisossomas, o que colabora para uma mais rápida cicatrização de ferimentos.

Resumindo, entre os principais efeitos do Laser podemos citar:

• ativador do metabolismo celular e tecidual;
• cicatrizante;
• analgésico;
• antinflamatório;
• drenante ou antiedematoso;
• estimulante da microcirculação;
• ativador do trofismo celular;
• ativador da produção de ATP;

Utilização do Laser na Saúde e na Estética

Na saúde, o Laser tem ampla aplicação em especialidades como Dermatologia (úlceras varicosas e de decúbito, furúnculos, lupus, alopecias, etc.), Cirurgia Plástica (pós-operatório de cirurgias plásticas faciais e corporais), Ortopedia e Fisioterapia, onde são tratados problemas ligados a áreas de Traumatologia (traumatismos musculares, coluna vertebral, fraturas, lesões nervosas, articulações, artrites, artroses, etc.).

Além dessas aplicações, muitas outras são conhecidas em diversas especialidades da Saúde, como Odontologia (após extração de dentes, aftas, pós-operatório, dentes sensíveis, coadjuvante de anestésicos), Clínica Geral (cefaléias, processos inflamatórios de diversas origens), Otorrino (rinites, sinusites), etc.

Na Estética, a atuação do Laser é conhecida há mais de duas décadas sendo aplicada sob a forma de Laserpuntura, estimulando pontos de acupuntura e de Laserterapia e também realizando varredura sobre os tecidos.

Sua aplicação pode ser realizada nos protocolos de estética como:

• Revitalização Cutânea;
• Hipotonia Cutânea;
• Renovação Celular nas peles maduras;
• Processos Acneicos;
• Queda de Cabelos;
• Prevenção do Envelhecimento Precoce;
• Pós Cirúrgico de Cirurgias Plásticas Faciais e Corporais.

Laserterapia e Laserpuntura na Estética

Existem diversos tipos de procedimentos utilizando-se a Laserpuntura e a Laserterapia na Estética Facial e Corporal.

Na Laserpuntura são trabalhados, inicialmente com o Laser, diversos pontos de meridianos energéticos, baseando-se nos princípios da Acupuntura Tradicional e Auriculoacupuntura, com a finalidade de promover a tonificação ou sedação dos meridianos relacionados aos órgãos e tecidos que estejam em desequilíbrio.

Na Laserterapia-pós esse procedimento deve-se atuar sobre a pele com movimentos de varredura, zig-zag e círculos, podendo-se associar a produtos cosmecêuticos como soluções aquosas, contendo ativos revitalizantes e hidratantes à base de colágeno, Dmae, raffermine, ácido hialurônico e outros.

A associação de cosmecêuticos revitalizantes à ação do Laser promove excelentes resultados na revitalização cutânea, na cicatrização de acnes, na terapia capilar e na convalescença de pós-cirúrgicos por seus importantes efeitos terapêuticos.

Fonte: http://somostodosum.ig.com.br

Link permanente para este artigo: http://eccofibras.com.br/blog/efeitos-fisiologicos-do-laser-de-baixa-potencia/

x
Receber Novidades?

Digite seu e-mail para receber nossas informações e promoções